Rigi, passeio de barco e montanha em Lucerne

topo da rigi lucerne

Saiba como é o passeio a Rigi, combinando barco trem e bondinho

A montanha Rigi é conhecida como a rainha das montanhas na região de Lucerne devido a majestosa vista que podemos apreciar do topo.

Este é um dos passeios mais populares a partir da cidade de Lucerne e é um dos que mais gosto porque dá a possibilidade de combinar um cruzeiro pelo lago de Lucerne com a subida de trem ou bondinho até o topo da montanha. Aliás, além disso há diversas outras possibilidades como várias trilhas, piscina aquecida de frente para os Alpes e muito mais.

Neste post conto como é o passeio à montanha Rigi e deixo dicas para quem pretende fazê-lo.

Quer saber quantos dias reservar para conhecer a região de Lucerne e suas principais atrações? Leia também esse outro artigo

É muito mais fácil planejar viagens com o Turismo na Suíça!
Utilize os links dos nossos afiliados logo a seguir para conseguir descontos em hospedagens, seguro viagem, ingressos e muito mais!

Principais vantagens ao fazer o passeio à montanha Rigi

A Rigi é uma montanha a 1798 metros acima do mar, e comparando com as outras montanhas da região, Pilatus (2128 m) e Titlis (3238 m) é uma das mais baixas mas isso não significa que o passeio seja menos interessante. Pelo contrário! O passeio a Rigi oferece muitas possibilidades de atividades para todos os gostos e é realmente um dos passeios mais completos na região de Lucerne, além de oferecer uma das vistas panorâmicas mais lindas dos lagos e montanhas da região central da Suíça.

paisagens montanha rigi lucerne

O tempo médio do tour incluindo o passeio de barco saindo de Lucerne até o topo da montanha Rigi é de 1 hora e meia. Sendo assim, meio dia é suficiente para fazer esse passeio caso você não tenha em mente fazer trilhas ou experimentar o spa com piscinas termais.

O passeio à Rigi está incluso no Swisspass

Em questão de preços, é também um passeio super atrativo conforme você pode ver abaixo custando CHF 72 francos suíços por pessoa para ida e volta( durante o verão). Mas a melhor parte é que esse passeio é 100% coberto pelo Swisspass! Isso significa que quem tem o Swisspass faz o passeio totalmente de graça! Acho isso incrível e uma excelente vantagem ao adquirir o bilhete Swisspass. Ou seja, se você adquiriu o bilhete Swisspass e vai passar pela região de Lucerne, o passeio a Rigi é imperdível! 

Saiba tudo sobre o Swisspass, o que inclui, quanto custa e como calcular se vale à pena para sua viagem.

quanto custa o passeio a montanha rigi

Se você não adquiriu o Swisspass, existe a possibilidade de comprar um combo passeio de barco + subida a Rigi aqui.

Um passeio completo e para toda a família

Pela quantidade e variedade de atividades a montanha Rigi é também um excelente passeio para quem esta viajando em família. Veja mais abaixo as possibilidades de combinação deste passeio.

Comparando com outros passeios de montanha da região, é um dos menos lotados apesar de também ser bem turístico, e eu pessoalmente gosto mais da energia e vibe do local, excelente para relaxar e fazer trilhas em meio a paisagens de tirar o fôlego.

trilha montanha rigi

Rigi: um passeio e várias opções

Esse é outro ponto positivo de fazer o passeio a Rigi. Há diferentes formas de se chegar ao topo da montanha e uma das mais famosas começa na cidade de Lucerne, onde você embarca em um cruzeiro pelo lago e desce na estação de Weggis ou Vitznau. O passeio se torna 2 em 1 ou 3 em 1 como explico em seguida.

Cruzeiro pelo lago de Lucerne + bondinho + trem – desembarcando em Weggis

gondola rigi
Vista ao subir a Rigi de bondinho

Se você optar por desembarcar em Weggis, que é uma linda cidade por sinal, a subida ao topo da  Rigi se dará em duas etapas. Primeiramente você deve pegar um bondinho que te levará até a estação intermediaria Rigi Kaltbad, onde fica o spa e piscinas termais de frente para os Alpes. De la você devera pegar o trem de cremalheira para chegar a Rigikulm, o topo da montanha.

Se a sua ideia é experimentar o spa e relaxar em uma piscina aquecida de frente par aos Alpes a qualquer época do ano, esse é o melhor trajeto. Nessa estação ha também possibilidades de trilhas, parquinhos para crianças e churrasqueiras ao ar livre para fazer um churrasquinho ou piquenique. Ha também restaurante, café e o Hotel Rigi Kaltbad caso você decida relaxar a passar uma noite por lá de frente para a majestosa vista dos Alpes. Além deste hotel ha mais opções para se hospedar na região, como você pode ver abaixo.


Booking.com

  • O spa e piscinas termais são pagos à parte e não está incluso no bilhete a Rigi!
  • Caso você tenha alugado um carro, há um estacionamento no local de onde sai o bondinho.

Leia mais:O que você precisa saber para dirigir na Suíça

Alugar um carro ou adquirir o Swisspass? Veja prós e contras de cada opção.

Cruzeiro pelo lago de Lucerne + trem de cremalheira

passeio de barco pelo lago de Lucerne
No cruzeiro pelo lago de Lucerne! Aquele castelo ali atrás de mim é o luxuoso Parkhotel Vitznau

A segunda opção para chegar ao topo da Rigi é desembarcar na estação de Vitznau e de lá pegar o trenzinho de cremalheira que sobe até o topo da Rigi. Esse trem também pára nas estações intermediárias, como a Rigi Kaltbad onde fica o Spa. Caso você esteja de carro, há vários estacionamentos em Vitznau pertinho de onde sai o trem em direção à Rigi.

Na viagem de volta você pode mudar um pouco o percurso e descer de trem até Rigi Kaltbad e de lá pegar o bondinho que leva até Weggis, de onde você deve caminhar cerca de 10-15 minutos para pegar o barco de volta a Lucerne.

subida de trem a rigi
Dentro do trem de cremalheira subindo a Rigi

Eu recomendo fazer os dois percursos, de trem e de bondinho porque eles oferecem vistas e experiências diferentes e já que esta incluso no bilhete, por que não?

Há uma terceira opção que é pegar o trem de cremalheira a partir de Arth – Goldau. Teoricamente este não é um dos percursos mais turísticos, mas é também uma opção de chegar de trem regional até o local de onde sai o trem de cremalheira. Os preços são os mesmos.

Atrações no topo da montanha Rigi

Ao chegar ao topo da Rigi, assim que você descer do trem poderá apreciar a incrível vista 360 graus da região de Lucerne e Zug com um panorama dos Alpes e cerca de 13 lagos. Além disso, é possível ter uma vista também da França e Alemanha.

vista 360 rigi

Você irá encontrar também uma lanchonete e mais acima um restaurante com terraço panorâmico além do tradicional Hotel Rigi Kulm que completou 200 anos em 2016.

Esse é o momento de experimentar algum prato típico da culinária suíça como o Älplermagronen (macarrão alpino), um dos meus pratos favoritos, ou então curtir a vista panorâmica dos Alpes tomando um drink ou café.

o que fazer em rigi

Quem tem pique e tempo vai amar a região para fazer trilhas. Uma dessas trilha leva a um outro spa que oferece uma hidromassagem e sauna a apenas 20 minutos de caminhada da estação RigiKulm. Os serviços oferecidos devem ser reservados com antecedência.

Mais dicas pela região

A região onde esta localizada a montanha Rigi é conhecida como a Riviera da Suíça central e vale muito à pena fazer um tour pelas cidades ao redor do lago como as já citadas Weggis e Vitznau entre outras. Seja de carro, de bus ou de barco é um passeio que será inesquecível. Essa região alias é uma excelente base para se hospedar e fazer os passeios ao redor da cidade de Lucerne. É por ali que fica um dos hotéis de luxo mais incríveis da Suíça,  o fenomenal 5 estrelas Parkhotel VitznauSe você tiver a chance de se hospedar alguns dias pela região, e estiver procurando por um hotel especial na Suíça, este é certamente a melhor escolha.

park hotel vitznau

A região ao redor do lago de Lucerne  oferece muitas outras opções de hospedagem para todos os bolsos, então se você não quer nada muito luxuoso, recomendo a pesquisa no Booking.com.

Espero que esse post tenha sido informativo e tenha te inspirado a conhecer a montanha Rigi. Já esteve por lá? O que achou do passeio? Comente aqui embaixo e compartilhe conosco sua opinião.

Mais de Monique Bianchi

Noche en Puerto Iguazu – Restaurante El Quincho Del Tio Querido

O passeio Noche em Puerto Iguazu é um dos mais legais para...
Leia Mais

38 Comments

  • Olá Monique, Tudo bem? Que maravilha o seu blog, parabéns! Estou começando a preparar um roteiro de 5 dias para Janeiro /2021. Estou bem inclinado a visitar o Titlis e o Pilatus,pois me pareceram bem mais interessantes, porém como pretendo adquirir o Swiss Travel pass, não gostaria de dispensar o Rigis, visto que já está incluso. Vc acha possível visitar o Rigi e o Pilatus no mesmo dia? se não, qual vc me indicaria com mais empenho, Rigi ou Pilatus?
    Desde já agradeço.

  • Olá, parabéns pelo blog.
    Estou amando suas dicas.
    Preciso de uma ajuda, tanto o passeio de barco, quanto o de trem e a descida por teleférico estão inclusos no SwissPass?
    Desde já agradeço.
    Nilva

  • Monique, você tem me salvado com minhas dúvidas. Uma pergunta. Estarei vindo de Flüelen de barcoe queria parar em Weggis para conhecer a Montanha Rigi. Sabes me dizer se tem lugar para eu guardar minha mala? Qual alternativa que eu poderia fazer?

    • Olá Mítila eu não lembro de nehum lugar pra guardar mala em Weggis ou Vitznau e estava pesquisando e parece que não tem mesmo. A alternativa é ir pra Lucerne e guardar lá mas pelo que entendi vc estará em Flüelen primeiro certo? Outra alternativa é pegar o trem até Arth Goldau que é uma estação maior e tem lugar pra guardar mala até onde eu sei. O trem pra Rigi tb sai de lá apesar dessa rota não ser tão bonita quanto a rota que sai de Vitznau de trem ou de bondinho de Weggis. Abraços

  • Olá! Tudo bem?
    Estou adorando suas dicas!
    E gostaria de tirar uma dúvida.
    Você sabe informar quanto custa ir ao Monte Rigi? Estarei com minha família dia 16 de maio em zurique e gostariamos de ir pra Lucerna e o monte rigi na opção do barco e do trem. Aguardo o retorno! Obrigada

  • Olá Mariana, parabéns pelo ótimo trabalho que fez, estamos usando seu blog para planejar nossa viagem em março/19. Você saberia me dizer se consigo estacionar um motorhome em vitznau, subir para rigi, descer em weggis e pegar o barco para retornar para vitznau pegar o veículo? Ou vc teria algum outro conselho para gente? Agradeço a ajuda.

    • Olá Joao, realmente não dá para estacionar o motorhome em qualquer lugar, é necessário pro urar eatacionamentos específicos. O único lugar que conheço por ali é este camping. Tente se informar com eles. Se der certo, o roteiro de subir de trem por vitznau e descer se bondinho em Weggis é uma boa pedida. Abraçoa

  • Em 2016 estive em Genebra, Berna, Lausane, Montreux (amei), Interlaken, Friburgo (apaixonei) e Gruyères, visitei a Maison Callier e a Nestlé, foi um passeio maravilhoso. No ano que vem estou fazendo os preparativos para voltar para a região de Lucerne e o seu blog foi decisivo para minha escolha do monte Titlis, e fiquei surpresa com tantas opções de passeios nessa região, muito obrigada !!!!

  • Que blog maravilhoso! estou disposta a ler tudo! Estarei indo para a Suiça em dezembro. Gostaria de conhecer Zermatt, Lucerne, Zurique e St Moritz… nessa época o que consigo aproveitar de passeios inclusos no swiss travel pass? Pensei em fechar o de 8 dias consecutivos e aproveitar o máximo possível.

    • Olá Graziela tudo bem? Obrigada! Realmente me dedico a escrever bastante sobre a Suíça já que moro aqui. Bom, vamos lá, em dezembro além dos trajetos para essas cidades que vc quer conhecer, vc faz de graça com o SwissPass as rotas de trem panorâmicas como o Glacier Express de Zermatt a St Moritz ou vice-versa e o Bernina Express de Chur a Tirano na Italia. Sobre passeios de montanha, vc pode ir de graça na Schilthorn, a montanha onde foram gravadas cenas do James Bond. Esse é um passeio incrível 3 em 1 pq vc pode visitar as vilas Mürren e Gimmelwald tb. Ah e vc pode ir de graça até Lauterbrunen e Wengen. Recentemente, tb foi inaugurado o funicular mais inclinado do mundo que leva até a vila de Stoos. Quem tem o Swisspass tb não paga. Espero que ajude. Um abraço

        • Oi Graziela, as 2 opções são legais mas em Titlis tem mais atividades. Em Rigi é bacana tb, e tb um hotel spa com piscinas aquecidas de frente par aos Alpes. Difícil escolher memso!

          Sim, há algumas opções de passeio de barco pelo Lago de Lucerne combinados com gastronomia, como fondue ou raclette.

          Abraços

  • Oi querida,
    só para planejar o tempo, me ajuda em uma questão? Quanto tempo leva da estação de Viznau para Riggi no trem da cremalheira?
    Daí de lá desceria por Rigi Kaltbad para Weggis e barco de volta para Luzern?
    Beijos e obrigada!

    • Oi Mariana tudo bem? O trajeto de trem de Vitznau a Rigi Kulm é de cerca de 30 minutos. Para descer de bondinho você precisa pegar o trem de Rigi Kulm para Rigi Kaltbad. De lá o bondinho parte com chegada a Weggis de onde vc pode pegar p barco. Um abraço!

  • A Suíça é um dos países que mais sonho em conhecer e ainda não fui pelos preços. Mas cada vez que vejo os seus posts, mais essa vontade aumenta. Bom saber que com a Swisspass este passeio é gratuito… Isso já é uma ótima economia.

  • Que paisagens são essas? Lindas demais! Adorei a dica do cruzeiro pelo lago de Lucerne + bondinho + trem, fica perfeito o roteiro dessa forma. Post cheio de dicas maravilhosas e essas fotos estão um espetáculo.

    • Oi Michela tudo bem? Pois é, são tantas montanhas por aqui na Suíça né,hehe. Esse é um passeio que super indico na região de Lucerne. A vista é realmente insana! Espero que volte ao país e se der inclua no seu roteiro! Um abraço e obrigada!

  • Abri o post, me deparei com essa primeira foto e ja pensei na hora: quero conhecer! Não é a toa que é conhecida como a “rainha das montanhas”. Os passeios que eu mais gosto são esses que envolvem a natureza, me emociono demais!

  • Monique, tive tanta pena de não conhecer nem Rigis nem Pilatus. No dia que visitamos Lucerna, estava um pouco encoberto e frio e, no posto de turismo, mostraram-nos as câmaras em tempo real, estava um nevoeiro horroroso, não se via um palmo à frente do nariz.
    Este seu post ainda atiçou mais a minha curiosidade. Tenho que voltar um dia!

  • Sempre bom saber de lugares onde é possível ir com a família inteira sem ninguém ficar entediado. Eu me imaginei nessa piscina olhando as montanhas cobertas de neve. Deve ter sido mesmo uma viagem deliciosa!

  • Obrigado, Monique. Iremos no outono. Vou ficar realmente entre Rigi e Pilatus, pois ambos são mais baixos e possuem, como você mencionou, o trio barco-trem-teleférico, o que deve fazer o passeio ficar bem interessante. Abração e continue postando seus blogs interessantíssimos.

  • Que maravilha teu blog, Monique. Parabéns! Você me deixou numa dúvida tremenda (rsrsrs). Este ano estarei fazendo a dobradinha Portugal e Espanha, mas em 2018 irei à Suíça com minha esposa e não sei qual passeio devo escolher: Rigi, Pilatus ou Titlis. Há alguns anos fomos visitar a Cordilheira dos Andes, no Chile, e na subida desabei no chão da Van em que estávamos. Não sei se era porque a estrada era sinuosa e eu fiquei tonto ou se foi por causa da altitude. O motorista parou o carro e minutos depois estava novo em folha. O que você acha que foi? Meu receio é só esse. Quanto a esquiar, nem pensar. Levei tombos horríveis tentando aprender na Cordilheira e desisti da ideia (rsrsrs). Gostaria de um passeio bem tranquilo apenas para ter uma bela visão dos Alpes. Talvez esse de Rigi, com a combinação de barco, bondinho e trem seja mais interessante e menos “medroso” (rsrs). Você me daria que sugestão? Te agradeço. Carlos.

    • Oi Carlos tudo bem? Desculpe pela demora na resposta! Obrigada pelo elogio ao blog! Das 3 montanhas que você citou a Titlis é a mais alta. A época em que estará viajando influencia na escolha do passeio também. Eu recomendaria a Rigi ou a Pilatus se vierem no verao ou primavera. Ambas sao passeios bem agradaveis que permitem ver um panorama incr’ivel dos Alpes e lagos da regiao. Combinando o passeio entao com o bondinho, barco e trem na Rigi, e trem, bondinho e barco na Pilatus também é uma otima ideia de aproveitar bem o dia e explorar as possibilidades dos passeios. A Titlis é bem bacana também, mas relamente a altitude pode pegar para algumas pessoas que podem sentir uma tontura temporaria. Há neve o ano todo no topo da Titlis, e o diferencial também é um bondinho rotatório no ultimo percurso do passeio e uma ponte suspensa nos Alpes. Espero ter ajudado. Aqui no Blog, tem post sobre as 3 montanhas. Vc pode ler os artigos e ver as fotos para ajudar a te decidir! Um abraço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *