Visita à Fábrica de chocolates Cailler na Suíça

fabrica de chocolate cailler suiçA

Nao tem como planejar um roteiro de viagem à Suíça sem pensar em chocolate, não é mesmo?

Uma excelente ideia além de degustar vários dos chocolates suíços comprados em lojas específicas ou nos supermercados locais é visitar uma fábrica de chocolates por aqui e entender um pouco mais da criação dessa delicia da qual não vivemos sem (pelo menos eu não vivo,rs).

A fábrica de chocolates Cailler, marca atualmente pertencente à gigante Nestlé, é uma excelente opção de passeio e conto aqui no post os detalhes dessa visita.

chocolates-suiça

Cailler: a invenção do chocolate em barra

Você pode nunca ter ouvido falar nesta marca de chocolates, afinal ela não existe no Brasil mas a marca está totalmente relacionada com invenção do chocolate como conhecemos hoje, em barra!

A marca de chocolates Cailler foi fundada na Suíça em 1819 por François-Louis Cailler que inovou ao criar o chocolate na versão em barra.  Ele criou a primeira fábrica de chocolates na Suíça na cidade de Corsier, pertinho de Vevey e em 1875 seu genro que havia comprado uma segunda fábrica de chocolates criada por ele, teve a ideia de fazer um mix entre o chocolate e o leite condensado produzido por Henri Nestlé, como contei aqui nesse post sobre a cidade de Zug.

É claro que a ideia deu muito certo e se tornou uma sensação ao produzir o chocolate ao leite! Assim a empresa foi crescendo ao longo dos anos até se tornar a Nestlé que conhecemos hoje!

Onde fica a Fábrica de Chocolates Cailler e como chegar até lá?

fabrica-de-chocolates-nestle

A Maison Cailler se localiza na pequena vila suíça chamada Broc, nas proximidades da famosa vila medieval de Gruyéres, (apenas 5km de distância) na parte francesa da Suíça.

O endereço completo é o seguinte: Rue Jules Bellet 7 ,1636 Broc. Se você estiver de carro o estacionamento é de graça. Abaixo  coloquei o tempo médio para alcançar o local saindo das seguintes cidades:

.Montreux –  43km – cerca de 35 minutos

.Berna –  65km – cerca de 50 minutos

.Lucerne –  174 km – cerca de 1h50 minutos

.Zurique –  185 km- cerca de 2 horas

Leia também:

Como vocês podem perceber, um bate e volta até a fábrica da Cailler saindo da parte alemã é um passeio mais longo e cansativo. Por isso, recomendo reservar pelo menos um dia para o passeio e minha dica é se hospedar na linda região de Gruyeres. Pesquise aqui hotéis na região.

Já se estiver de trem e tiver o Swisspass, o trajeto está incluso e você também tem a possibilidade de fazer o passeio Trem do Chocolate, que é uma variação da rota panorâmica Golden Pass de Montreux a Gruyeres! Saiba mais aqui.

Adquira o seu SwissPass e imprima o bilhete em casa!

A visita à Fàbrica Cailler: uma experiência interativa

Audioguia

Assim que chegamos ao local realizamos a compra dos ingressos que custam 12 francos para adultos e recebemos um aparelho (audioguia) no idioma escolhido. Há vários, mas até o momento não existe o português, apenas espanhol, que dá para entender bem mesmo que você nunca tenha estudado o idioma.

As visitas são realizadas em grupo e assim junto com os ingressos recebemos uma senha que é o número do grupo. Assim, devemos aguardar que o numero apareça em uma das telas no saguão indicando o horário em que a visita começa. Enquanto isso, podemos aguardar dentro da loja da Cailler, que é grande e conta com um café. Hà muitos produtos mas em geral achei os valores mais altos do que no supermercado.

Assim que nosso número aparece no telão, somos convidados a começar o passeio e no audioguia já escutamos que a visita é totalmente interativa e sem guias. Na parte inicial que conta a história de como o chocolate foi produzido, desde a época da descoberta do cacau passamos por 8 salas com portas automáticas e cada uma das salas conta um pedaço da história, ambientadas propositalmente com aroma de chocolate!!!

Descoberta e produção do chocolate

Depois disso passamos pela etapa da produção de chocolate, onde recebemos algumas informações de como o chocolate é produzido na Cailler, de onde compram a matéria prima e o processo do cacau até se tornar chocolate. Na verdade, não passamos dentro da fábrica em si, apenas na parte final onde há um vidro e conseguimos ver parte da produção.

Também há uma sala com vários compartimentos cheios do grão de cacau, mostrando o processo que é feito com ele até que se torne chocolate.

Marketing do chocolate antigamente

Uma parte que me chamou particularmente a atenção foi quando mostraram algumas propagandas antigas do chocolate ao leite em barra, novidade na época e como começaram a montar a imagem desse produto que é hoje idolatrado pela maioria dos humanos!

Degustação  livre e à vontade de chocolates!

A parte final e mais aguardada é a degustação dos chocolates, é claro! Primeiramente somos convidados a degustar o chocolate apreciando sua textura, cor e o som ao quebrarmos a barra ao meio. Depois disso, entramos em uma sala onde é liberado degustar vários chocolates fresquinhos. Tudo à vontade! Isso mesmo, você pode comer o quanto quiser ou aguentar. Eu admito que saí de lá passando meio mal, afinal quis experimentar praticamente um de cada sabor…

Depois disso o tour é finalizado e saímos novamente dentro da loja onde vendem produtos da Cailler.

Minha opinião é de que essa visita vale sim muito à pena, principalmente se você estiver viajando pela Suíça em um dia de chuva e quiser alguma dica de passeio. Por ser interativo o passeio se torna bem interessante e claro que a possibilidade de degustar vários chocolates acaba sendo a grande atração!

cailler fabrica de chocolates suiça
Fiz o passeio com minha família e eles adoraram!

Combine seu passeio com a vila de Gruyéres

Uma dica que recomendo é combinar a visita ao Museu/Fábrica de Chocolates da Cailer com a charmosa vila medieval de Gruyéres que fica no topo de uma colina e é famosa pelo queijo que dá nome à cidade além de diversas outras atrações. Aliás se você tiver tempo em seu roteiro recomendo se hospedar por lá para curtir com calma tudo que a cidade/região tem a oferecer.

Outra opção é combinar a visita com as cidades de Vevey, onde fica a sede da Nestlé e onde Charles Chaplin morou e a cidade de Montreux onde está localizado o castelo mais visitado da Suíça, o Chateau de Chillon!

blog dicas suiça

 

Mais de Monique Bianchi

Rafting em Brotas

No dia 21 de junho parti em direção a  mais uma aventura:...
Leia Mais

5 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *